2021

EDITORIAL

Cronos, o deus grego, mostrou mais uma vez suas fauces para lembrar que o tempo não para de se consumir na história. Assim, a cronologia é a ciência cuja finalidade é datar os acontecimentos.     

O ano de 2020 começou promissor, confiante e ignorando o que viria. Recém inaugurado, transformou-se em desolação, desamparo, morte pela ameaça real do COVID-19 que, embora nomeado, manteve-se incógnito no seu poder destruidor. A história paralisada por muitos momentos pareceu não deixar lugar para os sonhos, foi invadida pela angústia, à qual a ciência, num esforço incomensurável, tenta combater com outros nomes chamados vacinas e sua eficácia real. Há desse modo uma luz no fim do túnel, no tempo que se prolonga em 2021 inscrevendo um continuum implacável. Os membros da BFC, sensibilizados com o esforço extraordinário de todos aqueles que no campo da saúde, desde cientistas até as equipes na linha de frente, não hesitaram em oferecer aquilo que acreditam saber fazer: escutar os ecos dessa operação no limite entre a vida e a morte. Aprendemos também no diálogo com colegas, a difícil arte do trabalho em situação de urgência e risco subjetivo.       

Os meios virtuais de comunicação permitiram um modo de interação novo e seguro, anulando as distâncias reais. Foi dessa maneira que a BFC prosseguiu ampliando as atividades de transmissão e assim o fará durante o tempo necessário no ano de 2021, porque é preciso elaborar o luto pela perda de seres humanos, de postos de trabalho, de reclusão obrigatória, de projetos não realizados, para dar lugar aos desafios que a aposta no futuro convoca, como Freud nos ensinou.      

A BFC, enquanto instituição de formação, tem a seu cargo a transmissão da psicanálise, cujo objetivo primeiro é interrogar o psicanalista para declarar suas razões, como Lacan o indica. O campo onde ele exerce sua ação é distinto de qualquer outro campo de saber. O psicanalista que se autoriza de si mesmo o faz a partir de um buraco real que a linguagem demarca: campo do inconsciente. Cabe às instituições ser o lugar prínceps da psicanálise em extensão para que a transferência, ao ser de trabalho, seja fundamentalmente com Freud e Lacan. A formação analítica, borromeanamente enodada - análise pessoal, supervisão e práxis teórica-clínica - exige a equivalência na diferença dos registros, já que o corte de um anel desenoda também os outros. A transmissão se efetua  através de cartéis, grupos de trabalho, seminários, formalização da clínica lacaniana, imersão no campo da cultura e das ciências, tais como, filosofia, matemática, lógica, topologia, entre outras.     Como diz o poeta, “sabedor” do inconsciente, “o tempo não pára e no entanto ele nunca envelhece” .  

Bom ano de trabalho a todos!

EVENTOS

Che vuoi? 

A Transmissão da Psicanálise está longe de ser um discurso universitário, assim nos propomos a ter o maior número de interlocutores que nos permitam questionar e revisar a obra de Freud e Lacan e a práxis dela.

Para o ano de 2021 já temos confirmado a presença de Eduardo Urbaj e Silvia Amigo, entre outras atividades que nos deem tal possibilidade.

Acompanhe nossos eventos em nossa página do facebook: facebook.com/Biblioteca-Freudiana-de-Curitiba-240103156102433/

Biblioteca Freudiana de Curitiba
Rua Marechal Hermes, 1347  Centro Cívivo - Curitiba  Paraná
Telefone 41 3342-6238  E-mail b.freudiana@uol.com.br
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now