CARTÉIS

 

O Cartel é um dispositivo privilegiado na formação do analista. Ele é composto de no mínimo três e no máximo cinco integrantes, sendo quatro a justa medida, que se reúnem em torno de um desejo de saber. O tema será de interesse comum, entretanto, num período de um a dois anos, cabe a cada membro elaborar um trabalho próprio que será apresentado na instituição quando do desenodamento público do cartel. Esta modalidade de trabalho, portanto, traz consigo desde o início o seu fim, nos dois sentidos da palavra, tanto na sua dissolução como na tarefa a cumprir por via de um escrito singular, que configura a produção de um saber em psicanálise.

Para salvaguardar a transferência de trabalho e zelar pelo funcionamento do Cartel, a conjunção dos participantes se faz ao redor de um Mais-Um que, de acordo com Lacan, “(...) se é qualquer um, deve ser alguém” (LACAN, 1980, D´Écolage). Seguindo a lógica do nó borromeu, pode-se afirmar que cabe ao Mais-Um manter os elos enodados, pois basta que um elo se parta para que se desfaça o laço que os une. É importante destacar que sua função não pode se confundir com a do líder de um grupo, que dita o que deve ser feito ou de um mestre, que tudo sabe. De acordo com Lacan, ele “será encarregado de velar pelos efeitos internos do empreendimento e de provocar sua elaboração” (LACAN, 1980, D´Écolage), e isto somente é possível se ele propiciar que a mestria circule entre cada um dos participantes.

Esta forma de constituição dos Cartéis tem o objetivo de combater os fenômenos de grupo denunciados por Freud em “Psicologia das massas e análise do eu”, privilegiando as discussões e as elaborações que cada um poderá fazer respeitando o seu percurso na psicanálise. Com esta preocupação, além da função do Mais- Um, a Biblioteca Freudiana de Curitiba conta com a reunião Intercartéis e a Clínica do MaisUm, dispositivos que visam denunciar os efeitos imaginários, contraproducentes ao trabalho.

 

Maiores informações entrar em contato com a Direção de Cartéis via e-mail da Bilblioteca Freudiana de Curitiba.

Mensalidade: R$50,00 

Participantes da BFC: R$30,00

Membros da BFC : isentos 

*10% de desconto para pagamento até o primeiro dia útil do mês.

CARTEIS DA BFC

"A LÓGICA DO FANTASMA"

André Ehrlich

Claudia Dadalt 
Luís Henrique Sierakowski
Rozana Mazetto 
Mais Um: Paula Salomão Brock

"ANGÚSTIA"

Ademar M. Gonçalves da Silva

Carolina M Lopes
Sandra Maliska

Tatiana Bittencourt
Mais Um: André Ehrlich

"ANGÚSTIA"

Akina Uehara 
Felipe Casagrande 
Jonathas D. Machado 
Juliana D. Aragão 

Mais Um: Maria Angelica Carreras

 "SEMINÁRIO XXI"

Maria Angelica Carreras

Paula Salomão Brock

Pedro Dias

Vitor Sella

Mais Um: Claudia Dadalt

"A TÉCNICA PSICANALÍTICA"

Hélène Alice Zimmerlin

Luana Martins Sorrentino Suguimoto

Nathalie Wibe Silva

Pietra Izabela Barbosa

Mais Um: Paula Salomão Brock

"OBJETO a"

Elenize Meiry Dezgeniski 

Hilda Victória Dernys Carrasco Chiaretto
Lucélia Quartaroli
Luiz Gustavo Alves de Lara

Mais Um: Jandyra Kondera

"O FRACASSO DA FANTASIA"

Alessandra Correa Santos

Ana Carolina Bassouto

Hélène Alice Zimmerlin

Giselle Santos

Mais Um: Nilma C. S. Bittencourt 

"TROPESSURAS RUMO À LINGUAGEM: QUE lÍNGUA FALA O BEBÊ?"

Caroline Bevilacqua
Cyntia Dionysio
Felipe Casagrande 
Francisca F. R. Silva 
Juliane Arrais

Mais Um: Jandyra Kondera

"NEUROSE OBSESSIVA"

Alisson Tomen Cardoso

Gustavo Praconi Pinzon
Jonathas Diniz Machado
Kathellyn Costa Kazeker

Mais Um Fábio Dias

"O DESEJO E SUA INTERPRETAÇÃO"

Erick Fernando Lopes

Felipe Escobar

Gabriel Moresco

Mariane Joly Forti Jacques

Mais Um: André Ehrlich

"O SEMINÁRIO 6"

Ana Luiza Mendonça de Paula
André Peixoto de Souza
Gabriela Mesquita de Oliveira Lemgruber 
Mariana Czelusniak Goulart

Mais Um Fábio Dias

Biblioteca Freudiana de Curitiba
Rua Marechal Hermes, 1347  Centro Cívivo - Curitiba  Paraná
Telefone 41 3342-6238  E-mail b.freudiana@uol.com.br
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now